A telemedicina em meio ao isolamento social no Brasil e no mundo

A liberação em caráter emergencial do uso da telemedicina, com a regulamentação do Ministério da Saúde, contribuiu significativamente no uso da receita médica digital entre os médicos brasileiros.

Segundo a Memed, líder no mercado de prescrição médica no país, entre março e abril, cerca de 25 mil médicos cadastraram-se para fazer o uso da solução, o que representa aumento de quase 1000% no volume de novos médicos usuários na plataforma, em comparação ao ano passado.

A adesão por parte das redes de farmácias e drogarias aconteceu rapidamente, impulsionadas pelo cenário atual de isolamento social, devido a pandemia. De acordo com a empresa, já são mais de 20 mil farmácias cadastradas. Isso significa que pacientes que possuem receitas digitais, podem apresenta-las nesses estabelecimentos.

Ao apresentar o documento digital, a farmácia deverá conferir se o documento de prescrição está assinado digitalmente pelo médico, via o certificado digital no padrão ICP Brasil, conforme exigência do Ministério da Saúde, para então entregar os medicamentos.

Outro ponto que importante é a segurança e a privacidade de dados dos usuários. Para isso, em conjunto com essas plataformas, o mercado está aberto para falar sobre o desenvolvimento de políticas que visam resguardar as informações que são trafegadas nas plataformas de prescrição médica digital.


Fonte: Saúde Business.

Produtos

Preencha seus dados

Aqui, você pode fazer uma simulação para lhe ajudar a escolher um de nossos produtos, de acordo com o que você pode pagar.

Por favor, preencha seus dados, pois em breve estaremos entrando em contato para lhe oferecer as melhores taxas e condições.